COMUNICADO

O Escritório USP Mulheres reitera que ofensas, humilhações, discriminações e violências entre membros da comunidade universitária não são aceitáveis e condizentes com o ambiente intelectualmente estimulante que uma instituição de ensino superior deve promover. Pelo contrário, tais práticas violam os direitos humanos e perpetuam desigualdades; atravessam as trajetórias dos estudantes podendo provocar afastamentos e/ou abandono dos estudos. Portanto, não devem ser toleradas ou encorajadas em nenhuma circunstância.
Em seu lugar, o respeito à diversidade e à dignidade humanas, a construção de espaços de diálogo e a cooperação na integração dos novos membros são processos para a promoção da igualdade de oportunidades que devem ser continuamente estimulados na USP. Temos convicção e despendido esforços para a necessária mudança de valores na comunidade universitária, rompendo a cultura de desigualdades em todas as suas manifestações e abrindo caminhos para as novas gerações na construção de uma sociedade mais justa para todas e todos .
Com isso, reforçamos nosso apoio e disposição em trabalhar conjuntamente nessa direção, reiterando nossos votos de estima e apreciação.
Escritório USP Mulheres

O USP Mulheres é um escritório ligado ao Gabinete da Reitoria (portaria GR No 6766, DE 10 DE AGOSTO DE 2016), que “tem como finalidade propor e implementar iniciativas e projetos voltados à igualdade de gêneros no âmbito da Universidade de São Paulo”.
A referida portaria considera
“– que, além de suas finalidades relacionadas ao ensino, à pesquisa e à extensão de serviços à comunidade, a Universidade deve desempenhar um papel significativo na promoção do progresso social, contribuindo para a mudança de comportamentos, tais como a erradicação da violência e de todos os tipos de discriminação;
– que a igualdade de gêneros é uma questão de direitos humanos que afeta a todos, sendo que o tratamento não igualitário de gêneros é uma das violações de direitos humanos mais persistentes da atualidade;
– que a USP foi uma das dez universidades mundiais escolhidas para integrar o movimento solidário “ElesPorElas” (“HeForShe”, em inglês), desenvolvido pela UN Women, instituição da Organização das Nações Unidas dedicada a projetos na área de igualdade de gêneros e empoderamento das mulheres”.

Para mais informações sobre as propostas do Escritório USP Mulheres, ver o artigo: ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento; AGOPYAN, Vahan.Construir a Igualdade.Jornal da USP, São Paulo, 11 mar. 2020.Disponível em: https://jornal.usp.br/artigos/construir-a-igualdade/